[Mercado de Trabalho] As Profissões do Futuro

Hoje falarei sobre uma matéria da revista Veja Rio, do dia 1º de junho de 2016, já havia feito um outro artigo baseado nessa revista aqui no blog. A crise pode ser vista como oportunidade de aprender novos conhecimentos e se especializar em outras áreas. A matéria da Veja Rio aponta as profissões que podem ser as mais requisitadas nos próximos anos segundo especialistas. 


mercado de trabalho
Mercado de trabalho: As 8 profissões do futuro.


Leia também:

Demanda

Tal especulação é feita através da observação da variação entre oferta e demanda nos diferentes setores e cursos universitários. Na década de 70, foi o ano das engenharias; Na década seguinte, a preferencia recaiu sobre as disciplinas ligadas à comunicação; Em anos recentes, as tecnologias da informação de informação angariou muitos seguidores. Desse modo, de tempos em tempos, as demandas variam de setor para setor e isso faz com que a sociedade caminhe rumo ao progresso. Vários fatores contribuem para essas transformações, quer sejam investimentos estatais em ramos específicos da economia, quer sejam mudanças de comportamento na sociedade. 

Concorrência

O crescimento no numero de vagas nas universidades nos últimos trinta anos - de 1,3 milhão para 6,7 milhões - aumentou a concorrência de gente com diploma. Com o envelhecimento da população, setores como saúde e nutrição devem ganhar mais visibilidade em um futuro próximo. Outro segmento que deve se destacar é a especialização para atendimento ao cliente. "Brevemente, não existirão mais vendedores sem conhecimento formal na área.", prevê a consultora Daniela Ribeiro, gerente sênior da empresa de recrutamento Robert Half. Portanto, a hora de fazer um curso profissionalizante é agora. Das oito profissões mais requisitadas no futuro, a que nos interessa é a 8ª: Gestor de meio ambiente.

  1. Engenheiro Genético - O avanço da medicina somado à detecção cada vez mais precoce de doenças e síndromes deve ampliar o leque de atuação dos geneticistas. O profissional que pesquisa e manipula as estruturas de DNA de seres vivos será requisitado em clínicas particulares, laboratórios, empresas agropecuárias, institutos públicos da área de saúde, indústria farmaceutica e universidades. Entre outras funções, ele pode produzir vacinas, medicamentos e semente genéticamente modificadas, além de atuar no aperfeiçoamento de espécies e na identificação de características hereditárias. 
  2. Programador de Software - O abismo entre a demanda do mercado e a oferta de desenvolvedores faz com que os estudantes comecem a aprender programação cada vez mais cedo. Uma pesquisa da Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro calcula que o Brasil vai precisar de 408000 profissionais do ramo em 2020, número oito vezes maior que o atual.
  3. Consultor Financeiro Pessoal - No futuro, um número cada vez maior de pessoas passará a trabalhar de forma autônoma, sem garantia de renda fixa mensal. Além disso, as taxas de juros oferecidas pelos bancos tendem a baixar nos próximos anos, comprometendo a rentabilidade de poupanças e outros investimentos de perfil conservador. Esse cenário vai evidenciar a importância de especialistas que mantenham a saúde econômica das famílias nos eixos.
  4. Analista de Marketing Digital - Cuida de campanhas publicitárias em sites de busca ou redes sociais. Cabe a ele verificar qual foi a receptividade dos produtos junto aos internautas e analisar o retorno que a marca alavancou por meio de cliques, curtidas ou compartilhamentos
  5. Auditor - Os códigos de conduta e regras internas de gestão das companhias vêm sendo aprimorados, sob forte vigilância da sociedade, cada vez menos tolerante a desvios éticos. No Brasil, os recentes escândalos jogaram ainda mais holofotes sobre a importância do profissional responsável por formular as normas e garantir o cumprimento de processos e regulamentações dentro de uma empresa. Especialistas nessa área tendem a ser graduados em administração, ciências contábeis, economia e engenharia de produção.
  6. Nutricionista - Trata-se de uma carreira que recebeu atenção nos últimos anos devido ao crescimento do interesse pela alimentação saudável. Mas outra variável no horizonte é o aumento da longevidade da população. Essa situação está levando à criação de um nicho especifico, o dos profissionais dedicados aos idosos.
  7. Vendedor Técnico - o aumento da competitividade vai valorizar os profissionais especializados em vendas. Para alavancar o volume de negócios, a empresa precisará de funcionários altamente técnicos. "Por causa da internet, o cliente passou a ser o detentor do poder e tem mais informação. Por isso, o profissional de vendas precisa conhecer muito bem as tendências do mercado e funcionar mais como um consultor do que como alguém que vai empurrar algo para o comprador e pronto. Ele tem de saber interpretar o que o cliente quer.", diz a professora Elaine Tavares, do instituto  Copeadd de Administração da UFRJ. 
  8. Gestor de Meio Ambiente - Sua função é garantir o uso racional de recursos naturais. Alguns exemplos de atividades são desenvolver e implementar programas de educação ambiental, analisar o impacto das atividades humanas sobre o solo, a água e o ar e orientar a exploração desses elementos por técnicas menos danosas.



capa veja rio
Capa da Veja Rio 
Matéria sobre as profissões do futuro


fonte: Veja Rio

Postagens mais visitadas deste blog

Identificação Civil Nacional (ICN)

[Mudanças Climáticas] Delegação Brasileira Avalia a COP 22

[Sustentabilidade] Acordo de Kigali