Brasil sai na Frente na Agenda Climática

Em audiência pública nesta terça-feira (23/08) no Senado Federal, representantes do Ministério do Meio Ambiente (MMA) e do Legislativo debateram sobre a participação na COP22 e declararam que medidas adotadas neste ano fizeram o País sair na frente na agenda para o desenvolvimento de uma economia de baixo carbono. Essa agenda inclui medidas para aumentar o uso de biocombustíveis, políticas de preservação de biomas, entre outras ações ligadas ao tema. 

audiência pública no Senado Federal
Audiência no Senado Federal destaca que medidas nos setores de energia e conservação já
contribuem para o cumprimento das metas nacionais. (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)


Vale lembrar que, mesmo antes de o Acordo de Paris sobre mudança do clima entrar em vigor, o Brasil já ganha destaque nas metas nacionais para conter o aquecimento global. Em julho, tivemos a ratificação pela Câmara dos Deputados e no mês seguinte foi a vez do Senado Federal aprovar o documento, essa rapidez já aponta a urgência com que o assunto foi tratado.

Um dos assuntos tratados na audiência foi o avanço energético brasileiro com a aprovação da lei que eleva os percentuais de adição de biodiesel ao óleo diesel. Segundo o diretor de Mudanças Climáticas do MMA, Adriano Santhiago, essa legislação poderá antecipar o alcance da meta e aumentar em 18% a participação de bioenergia sustentável na matriz energética até 2030. 

Para as políticas de preservação de biomas, falou-se da quarta fase do Plano de Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia Legal que começa agora e está alinhada às metas internacionais do Brasil no contexto do novo acordo sobre o clima.
  
Fonte: MMA
  

Postagens mais visitadas deste blog

10 Vantagens do Telhado Verde

RJ em Estado de Calamidade Pública

[Vídeo] Inauguração do Novo Elevado Joá